Meu 18º livro: Armindo Dias, uma vida de dedicação a família, a Deus e ao trabalho

Agarra-te ao torrão, que não levarás grande trambolhão…”. Este é um ditado português que expressa um alerta a quem pretende se aventurar, ou seja, quem não se arrisca, nunca passará por grandes dificuldades. A trajetória de Armindo Dias começou a mudar justamente quando ele abriu mão do “torrão”, representado pelo trabalho na lavoura no pequeno pedaço de terra da família, para sujeitar-se a “levar grande trambolhão”. Em 1956, mesmo sem apoio e ajuda do pai, Armindo Dias conseguiu 250 dólares emprestados, comprou uma passagem de navio e, dias depois, desembarcou no porto de Santos.
Daí em diante, não fugiu à regra e entregou- -se por completo ao trabalho; seguiu os passos de todo imigrante que busca realizar sonhos, constituir família e vencer na vida. Trabalhar… Trabalhar… Trabalhar… Como vendedor, distribuidor, atacadista, industrial, comerciante e prestador de serviços no segmento de hotelaria. Trabalhar… Trabalhar… Trabalhar… Essa é a receita de sucesso de Armindo Dias, um dos empresários de grande destaque no Brasil e presidente do Grupo Arcel, que emprega milhares de colaboradores.
12122601_1072440309447084_6527501326498379144_nArmindo Dias cultiva uma importante teoria e a compartilha com as pessoas: “Sejam coqueiros, e não grama”. Lendo a biografia do empresário, você descobrirá o verdadeiro sentido da frase. Porém, aqui vai uma dica: engana-se aquele(a) que imaginou que a grande vantagem de ser coqueiro é poder usufruir da sombra que dele se projeta.


 

Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /var/www/html/eliasawad.com.br/web/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1039